Hoje vamos falar de uma marca que se tornou sinônimo de luxo, leveza e sofisticação ao redor do mundo: a grife de luxo Italiana Prada.

Luxuosa e chique, seus produtos são desejados por mulheres de todos os países! E o desejo de obter as famosas bolsas Prada ultrapassam gerações. Podemos dizer que a marca é uma verdadeira joia das Maison mundiais.

Para se ter ideia da dimensão da grife, a Vogue americana declarou que a Prada é um dos maiores motivos para qualquer pessoa ir à Temporada de Milão.  E para que você entenda um pouco mais sobre a sua história e as contribuições que a Prada trouxe para o mundo contemporâneo, que tal conhecer um pouco sobre a sua história?

A história da Prada

Em 1913, através das mãos de Mario Prada, fora fundada a famosa grife italiana que carregava seu sobrenome. Mario, juntamente com o seu irmão Martino resolveu abrir uma loja que levava o nome de Prada Brothers (em italiano, Fratelli Prada). Sua atividade inicial era o design exclusivo de peças, tanto que para tal, investiram pesado em  acessórios de luxo, bolsas, malas de viagem e acessórios que eram confeccionados em couros diferenciados, como o couro de leão marinho, que eles importavam diretamente da Inglaterra.

Tudo isso feito a mão, com atenção a cada detalhe, o que destacou com clareza cada uma das peças de luxo devido a seu material de alta qualidade. A atenção da alta classe italiana com a marca começou a surgir aos poucos, assim como a demanda, e desde então nunca mais parou de crescer. Em 1919, a loja que estava localizada na Galleria Vittorio Emanuele II se transformou no destino preferido da realeza italiana e junto com eles, toda a aristocracia europeia. Eles estavam atrás justamente, daquelas peças exclusivas, com acabamentos perfeitos e materiais nobres. 

Naquela época, os homens eram quem administravam os negócios e por ser assim, eles não admitiam que as mulheres dessem opiniões sobre suas criações. O mais curioso sobre essa fato é que justamente sua filha Luisa Prada seria a responsável pela administração da marca por mais de 20 anos!

A contribuição de Miuccia para as bolsas Prada

Em 1978, a Prada passou a estar nas mãos da neta de um dos fundadores, Miuccia Prada, juntamente com o seu marido, Patrizio Bertelli. Nessa fase dos anos 70, muito do prestígio e da nobreza da marca já tinha se perdido e estima-se que eles arrecadavam apenas US$ 450 mil por ano nessa fase.

Mas Miuccia trouxe um olhar mais crítico e contemporâneo, tentando resgatar as condecorações de toda uma era. A ascensão como marca de luxo só foi acontecer a partir dos anos 80, quando a grife lançou a bolsa Prada Double Preta, um item básico para o guarda-roupa feminino. Para se ter ideia do boom que ocorreu na época, muitas atrizes e celebridades passaram a adotar a marca e levaram junto com o seu poder de influência, o nome da Prada.

Não demorou muito para que eles abrissem sua segunda loja em 1993, na famigerada Via della Spiga, que é um dos principais pontos europeus para artigos e acessórios de alto luxo. Essa nova loja conseguiu unir o moderno com o tradicional; combinava perfeitamente os elementos mais tradicionais da marca com uma arquitetura arrojada e diferenciada.

Também foi nesse período que a grife adotou o padrão de tapete verde palha, o que foi adicionado em todas as unidades posteriormente, tornando-se um dos símbolos mais conhecidos da Prada. Outro fator que contribuiu bastante para a recuperação do requinte e do nome da marca italiana fora o lançamento de uma bolsa Prada simples, porém irresistível. A Mochila Prada preta feita em nylon (material que era utilizado para confeccionar tendas dos militares), ajustado com alças em couro. Além de ser um mochila linda, visualmente falando, também se tratava de uma mochila bastante resistente e de alta durabilidade.

Podemos dizer que nesse momento, Miuccia conseguiu acertar em cheio! Entendeu e aceitou como ninguém as necessidades que suas consumidores estavam clamando: mulheres que estavam num mundo moderno e que precisavam de coisas mais práticas, contudo, sem abrir mão da beleza. Com o sucesso do primeiro case, não demorou até que outras bolsas Prada também fossem lançadas. Naquele ano, outros acessórios também ganham sua estampa em nylon e estampas com o triângulo metálico invertido, onde era possível localizar e ler o nome da marca. Não demorou muito até que as bolsas Prada se tornassem uma febre mundial.

Grandes nomes como Marie Helvin e Jerry Hall foram celebridades que ajudaram a propagar o sucesso das bolsas Prada pelo mundo. Constantemente, Miuccia dizia: “uma bolsa é considerada a boa maneira para identificação do seu estilo, sem ter que repaginar todo o seu look”.

 

 

 

 

 

 

 

You May Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *